Parabéns!    -    17/08
Dia do Patrimnio Histrico

NOTÍCIAS

OMS alerta para aumento de resistncia de HIV contra drogas


São Paulo — A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta países de todo o mundo por conta de uma tendência de aumento da resistência do vírus HIV, que causa a Aids, contra as drogas conhecidas atualmente. Os dados foram publicados pela organização, que é parte das Nações Unidas, em um relatório divulgado hoje.

“Nós precisamos cuidar proativamente dos níveis de aumento da resistência a drogas contra o HIV se quisermos alcançar a meta de acabar com casos de Aids globalmente em 2030”, afirmou o diretor geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus.

O relatório mostra que, em 6 dos 11 países analisados (na África, Ásia e América Latina), mais de 10% das pessoas que faziam tratamento antiretroviral tinham tipos de HIV resistentes a algum dos principais medicamentos usados. A OMS recomenda que países tomem providências assim que a taxa de 10% é observada. O Brasil, vale destacar, não faz parte desses países.

A organização afirma que essa resistência se desenvolve principalmente quando o paciente não segue as recomendações de tratamento. “Geralmente porque eles [pacientes] não têm acesso a tratamentos de qualidade”, afirma a OMS em comunicado. O efeito dessa resistência é que os níveis de concentração de HIV no sangue do paciente continuam subindo em vez de ficar estáveis.

Tratamentos que podem ser eficazes, observa a OMS, são mais caros e ficam fora do alcance de alguns países. O importante é ter em mente que esses tratamentos existem–a resistência ao vírus não é um beco sem saída.

A OMS alerta para os impactos desse aumento na resistência, caso países não tomem atitude contra o problema. “Modelos matemáticos mostram um aumento de 135.000 mortes e 105.000 novas infecções nos próximos cinco anos se nenhuma atitude for tomada”, escreve a organização, “e os custos de tratamentos contra HIV podem custar mais 650 milhões de dólares nesse tempo.”

O vírus HIV levou à morte de 1 milhão de pessoas em 2016–quase metade do 1,9 milhão de mortes registradas em 2005. Mais da metade das pessoas infectadas no mundo recebe tratamento, e o número de novas infecções pelo vírus HIV está em queda.

Brasil

A Organização Mundial da Saúde observou aumento acima da média no número absoluto de casos observados no Brasil. A elevação é considerada pequena, passando de 47 mil novos casos em 2010 para 48 mil em 2016.

Ministério da Saúde alega que a grande população causa distorções na análisee teria sido melhor utilizar taxas de detecção da infecção, obtidas pela divisão do número de casos pelo número de habitantes. Assim, os dados epidemiológicos do Brasil indicariam a estabilização da epidemia, com viés de queda.


Fonte: http://exame.abril.com.br/ciencia/oms-alerta-para-aumento-de-resistencia-de-hiv-contra-drogas/